quinta-feira, junho 13, 2024
InícioNão deixe de lerPor que morar fora do Brasil será decisivo para sua carreira?

Por que morar fora do Brasil será decisivo para sua carreira?

A experiência no exterior é considerada hoje um trampolim na caminhada profissional, principalmente para jovens recém-formados.  Em uma época de economia globalizada, as organizações têm valorizado os profissionais que, além de terem ampla bagagem técnica e perfil adequados, saibam transitar em diversos ambientes corporativos, muitas vezes marcados por diferenças culturais.
Quem teve alguma experiência de trabalho ou estudo no exterior, tem antes de tudo uma experiência pessoal engrandecedora que normalmente só aqueles que a vivenciaram compreende. A capacidade de interagir e compreender pessoas das mais variadas culturas e costumes são ampliadas, o que permite ao funcionário ser muito mais operacional.
O ganho de fluência em um idioma estrangeiro também é um diferencial para a carreira. O Brasil tem muitas empresas multinacionais carentes de profissionais brasileiros com fluência em línguas. Mesmo que a empresa não seja uma multinacional, falar um segundo (ou mais) idiomas conta pontos para os candidatos à vagas de emprego.
Quando se vive no estrangeiro, surge a oportunidade (e por que não dizer a necessidade) de conhecer novos lugares, novas culturas, novos países. O contato com pessoas de todo o mundo (e que conhecem muitas partes do globo) impulsiona a vontade de viajar. E viajando, ganha-se muita experiência pessoal, viajar permite que a pessoa possa se conhecer muito melhor.
Segundo especialistas, quando se viaja para um país estrangeiro, vê-se na necessidade de “se virar” sozinho, e isso facilita a tomada de decisões, amplia os horizontes, cria facilidades de resolver situações de tensão com mais calma. E essas características são essenciais para o mundo dos negócios.
Independentemente da profissão ou tipo de carreira que uma pessoa escolha, a experiência no exterior transforma sua visão de mundo e impacta positivamente suas escolhas futuras, e as empresas estão de olho nesses profissionais com escolhas e vivências amadurecidas . A experiência no exterior conta pontos preciosos na hora de se candidatar a uma vaga de emprego, muito maior do que um mero status, como era antigamente.
A falta de fluência em inglês, idioma praticamente obrigatório nos principais cargos disponíveis no país, está em falta nos bons profissionais brasileiros. E quem não tem fluência em inglês está em franca desvantagem com quem chega do exterior com toda a experiência citada acima e o idioma bem afiado.
A melhor época para se ter esse tipo de experiência é  ainda no período da faculdade, ou logo depois de formado. Isso faz com que as alternativas de emprego sejam ampliadas tanto pela experiência em si, quanto pelo domínio de outros idiomas. Além disso, é uma idade de formação pessoal, em que se é mais maleável a mudanças e normalmente não constituiu família, o que torna mais fácil estar afastado por um bom período.

Para facilitar a sua busca por um país que seja indicado para a sua área, as sugestões são:
Engenharia: Canadá, EUA e Alemanha
Economia: Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, EUA, Canadá
Direito:  EUA, Portugal, Reino Unido, Argentina
Ciências da Saúde: França, Reino Unido, Bolívia, Cuba, EUA
Ciências Humanas e Sociais: Espanha, Portugal, Itália, Austrália
Artes:  Espanha, Portugal, Itália, França
TI:  EUA, Canadá, Japão, China, Singapura

Fonte: E- konomista

 

 

RELATED ARTICLES

Most Popular