quinta-feira, julho 18, 2024
InícioNotíciasBrasil negocia com EUA facilitação de vistos.

Brasil negocia com EUA facilitação de vistos.

No momento em que os Estados Unidos apresentam dificuldades de emissão de vistos em todo o mundo, o Brasil fecha detalhes para facilitar a entrada de seus cidadãos no país do Hemisfério Norte. O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, disse que o governo brasileiro até voltou a colocar no “radar” da pauta de negociações bilaterais o pedido de isenção de vistos para turistas brasileiros.
O assunto deve ser um dos temas a ser tratado na visita que a presidente Dilma Rousseff fará no fim do mês aos Estados Unidos. “O Brasil é um país que não tem guerra com nenhum vizinho há 150 anos. O Brasil não é alvo de terroristas. A rejeição de visto para brasileiros é muito baixa. Vamos ver se conseguimos dar alguns passos para incrementar o turismo”, disse o ministro no 9.º Fórum de Altos Executivos Brasil-Estados Unidos, no Palácio do Itamaraty.

Mercadante revelou que o desejo do governo brasileiro é retomar as negociações e ir além da adoção do Global Entry (sistema que permite a entrada sem passar por filas de imigração) -, que já deve ser anunciada. “Não sei se teremos respostas rápidas, mas é possível que a gente dê o primeiro passo, que está sendo amadurecido”, destacou o ministro, enfatizando que é preciso “aguardar a boa vontade americana”.

 

Brasil, Brasília, DF. 19/03/2011. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama (d), acena ao lado da presidente da República, Dilma Rousseff, no saguão do Palácio do Itamaraty, em Brasília, Distrito Federal, durante sua visita ao Brasil. - Crédito:DIDA SAMPAIO/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:87756

A viagem de Dilma marca a retomada da relação entre os dois países, arranhada após a revelação de que a Agência de Segurança Nacional (NSA) havia espionado as comunicações da presidente, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Petrobrás. Foi por causa desse episódio que ela adiou a viagem a Washington, antes prevista para outubro de 2013.

Naquela época, também já estavam sendo finalizados os detalhes para o anúncio da operação no País do Global Entry, que seria feito em Washington. A iniciativa beneficiaria inicialmente até 1,5 mil brasileiros.

Na época, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, também afirmara que se avançara nas discussões de um grupo de estudo para aos poucos acabar com a exigência de visto. O secretário de Estado americano, John Kerry, se disse empenhado em “apressar ao máximo” o processo. Depois disso, ainda cresceu a pressão de políticos americanos, sobretudo da Flórida, pela isenção.

Transtornos. Nesta semana, a suspensão das entrevistas para retirar o visto americano provocou transtornos para muitos brasileiros. Segundo a Embaixada no Brasil, a média de solicitantes para todos os tipos do documento é de 5 mil a cada dia. A Embaixada, em Brasília, e os Consulados de São Paulo, Rio e Recife suspenderam o atendimento até pelo menos o dia 26.

Entre os prejudicados está o estudante de engenharia de software Ian Pierson, de 21 anos, que corre contra o tempo para conseguir viajar e se apresentar no dia 2 no Indiana Technology Institute, em Fort Wayne, onde fará intercâmbio acadêmico.

Morador de Goiânia, Pierson foi obrigado a reagendar o processo, e a única data disponível foi o dia 7. “Vou ter de adiar a viagem e arcar com a despesa.”

A pane na emissão de vistos, que atinge o mundo todo, foi provocada após falha no sistema de autorização da impressão do documento, em Washington. O problema afeta os pedidos de não imigrantes feitos após o dia 8 de junho. Mais de cem especialistas trabalham para solucionar o problema.

Fonte: R7

RELATED ARTICLES

Most Popular